Nossa Palavra!

Diante da atual Política Neoliberal imposta pelo governo, que tem  por objetivo o sucateamento das entidades de classe, não poderíamos deixar  de refletir sobre o descaso frente aos servidores em geral e mais especificamente  a nossa Instituição Polícia Civil.  Por isso e tudo isto, este SINTELPOL  vem  buscando face ao governo do estado de São Paulo através do Dr. Ruy Ferraz Pontes, Delegado Geral de Polícia  a valorização da nossa carreira. Assim sendo, esta entidade esteve no último dia 04 de julho em reunião com a autoridade supracitada, momento em que apresentamos algumas reivindicações conforme exposto a seguir:

  • a) problemas enfrentados pela Delegacia Eletrônica;
  • b) problemas com rádios e repetidoras do Cepol;
  • c) reposição de agentes de telecomunicações policial em Diretorias, Seccionais, Delegacia Eletrônica, Unidades de Inteligência;
  • d) valorização da Carreira de Agentes de Telecomunicações Policial;
  • e)  solicitamos criação de  Lei Complementar que indique quais são as reais atribuições do Agente de Telecomunicações Policial;
  • f)  previsão de concursos para reposição da carreira.

Tempestivamente, contamos com a presença do Sr. Caixeiro Chefe dos Agentes de Telecomunicações da DGP. Neste interim, o Dr. Ruy nos apresentou várias mudanças que haverão ainda este ano na DGP, portanto o resumo da nossa reunião foi parcialmente positivo. Outrossim,  aguardamos o deferimento  das nossas reivindicações frente a DGP.

É fundamental que o Sindicato não esteja sozinho nessa luta, é necessária a participação dos sindicalizados para fortalecer a categoria. QUEM LUTA, CONTINUA!!!

Lúcia Helena Sarnelli Ferreira dos Santos
Presidente – SINTELPOL

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppCompartilhar