Tribunal da Justiça Contrata Jovens da APAE

Andar na rua, locomover-se por transporte público e trabalhar são alguns desafios que Juliana de Melo Gay, 34 anos, tenta enfrentar sozinha há bastante tempo.

Mesmo depois de a sua família rejeitar cinco ofertas de emprego que lhe foram feitas, continuou a insistir.

Ao surgir a oportunidade no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), conseguiu convencer a mãe a deixá-la trabalhar como aprendiz de auxiliar administrativo.

“Tudo tem de ser feito pela primeira vez”, salienta.

– Veja a notícia na íntegra, clique aqui (pagina I)

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppCompartilhar