Especialista alerta para os riscos da automedicação com vitamina D

Diversos estudos mundiais, divulgados nos últimos anos, pregam que é importante consumir vitamina D para prevenção de doenças cardiovasculares, doenças autoimunes, câncer, depressão, fibromialgia, autismo e até para melhorar o desempenho na atividade física. No entanto, existe um consumo exagerado e desnecessário desses suplementos no Brasil e não há evidências científicas confiáveis desses benefícios”, adverte a endocrinologista Soraya Lopes Sader, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da Universidade de São Paulo.

Veja aqui a notícia na integra

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppCompartilhar